1º Congresso

O que farias pelo teu Sporting

O Movimento Sou Sporting assume como um dos pontos centrais da sua existência o compromisso de jamais permitir que a discussão e debate de ideias deixe de existir e que jamais a voz dos Sócios e Adeptos leoninos deixe de ser ouvida.

Passando à prática a máxima que nos norteia: fazer o que pudermos pelo nosso Sporting! E na sequência do cancelamento do X Congresso Leonino, realizou-se no dia 24 de novembro de 2019, na Fundação Bissaya Barreto, em Coimbra, entre as 10 e as 18h, a 1.ª edição do Congresso “O que farias pelo teu Sporting?”. Foi uma oportunidade de excelência para que todos os Sportinguistas que assim o desejaram se tenham pronunciado abertamente sobre os assuntos relativos ao Clube, discutindo o presente e projetando a sua visão para o futuro.

O Congresso esteve aberto a todos os Sócios e Adeptos do Sporting Clube de Portugal e além de se poder assistir ao Congresso, podia-se, também, ser Orador, apresentado a todos as suas ideias a um ou mais do que um dos painéis temáticos definidos (O Clube, os Sócios e os Adeptos; Futebol – Modelo Estratégico; Modalidades – Modelo Estratégico; Sustentabilidade Financeira e Marca). Cada Orador podia apresentar até cinco recomendações dentro de cada painel. Num modelo muito parecido ao que modelo que teria o X Congresso Leonino de Beja.

No final de cada Painel, houve debate e os Sócios e Adeptos podiam colocar as suas questões aos Oradores.

Vejamos os Painéis e Oradores que estiveram na 1.ª edição do Congresso “O que farias pelo teu Sporting?”

1º Painel - Modalidades – Modelo Estratégico

Num clube que se afirma eclético, as modalidades têm de ser muito relevantes. Poucos são os Clubes mundiais que têm ecletismo à dimensão do Sporting. Somos o 3º clube europeu com mais títulos europeus atrás do CSKA e do Barcelona, com títulos desde o Futsal, Atletismo, Goalball, Judo, Hóquei em Patins, Andebol e também no Futebol. O Ecletismo entrou numa nova fase de pujança com a construção do Pavilhão João Rocha depois de anos sem uma Casa das Modalidades. E no futuro como será?

Afonso Pinto Coelho – Modalidades como ADN diferenciador do clube

É através das modalidades que nos podemos diferenciar mais enquanto clube dos nossos rivais.

Jacob Frischknecht – Departamento Médico e Saúde no Desporto, reestruturação para o sucesso

Não há um DMSD transversal a toda a estrutura e há assimetrias evidentes na prestação de cuidados médicos nas diferentes modalidades que urge resolver.

Gonçalo Palminha – S de Sporting, S de Sócios

Os orçamentos mudam ao sabor das direções, assim como os custos das Gamebox, sendo necessário criar regras.

2º Painel – O Clube, os Sócios e os Adeptos

É comum dizer-se hoje em dia que os jogadores de futebol são os maiores ativos de um clube. A verdade é que o maior ativo, e nem sempre bem tratado, são os Sócios e Adeptos. Sem sócios e adeptos para quem jogam esses atletas?

Há Clubes que já há alguns anos se aperceberam que a sua força são os seus Adeptos e Sócios e tudo fazem para ter mais, e para os que já são Sócios desse Clube tudo fazem para que cada vez mais essa envolvência em torno do Clube aconteça.

Este foi o Painel que mais oradores teve, o que foi e é sintomático de como os Sócios do Sporting Clube de Portugal querem “um Clube tão grande como os maiores da Europa”. Um dos Oradores fez a sua apresentação por videoconferência expondo à distância e online no Congresso as suas recomendações.

João Gaspar – Por um Sporting de todos e para todos

O atual sistema de antiguidade parece sustentar um antagonismo geracional que é todo ele pernicioso para o Clube

Rossana Amador – Voto por Antiguidade

Uma proposta que mitigue os “receios de uns” e os “anseios de outros” introduzindo mais equidade e justiça na questão dos votos que cada Sócio tem.

Pedro Anastácio – i-Vote

O voto por internet como forma de ser inclusivo independentemente de onde se está geograficamente, se tem ou não tem necessidades especiais, ou constrangimentos económicos.

Nuno Sousa – Comissão Eleitoral

A desconfiança nos resultados de eleições tem parte da solução na adoção do sistema de voto eletrónico por internet, mas a outra parte da solução tem de ser assegurada por uma fiscalização feita pelos Sócios através de uma Comissão Eleitoral.

Sara Dias – Um Clube com diversidade

Vivemos tempos em que há cada vez mais diversidade. Um Clube que se quer inclusivo e de todos deve respeitar as diferenças e acompanhar a evolução da sociedade.

Elisabete Rolim – Dar voz aos Sócios e Adeptos

Ouvir o que os Sócios e Adeptos têm para dizer, mesmo que o que tenham a dizer não seja agradável.

André Dias Ferreira – Por um Sporting mais democrático, mais próximo, mais solidário

A recente desagregação da Família Leonina faz com que se deva alterar normas para que se possa pacificar, trazer mais democracia ao Clube e legitimidade aos Órgãos Sociais.

Maria de Fátima Cabral - Sporting de Portugal e do Mundo

Os Sócios e Adeptos são o maior ativo do Clube, mas há que aproximá-los cada vez mais do Clube para que não sejam só as quotas o fator de obrigação para com a realidade do clube.

3º Painel – Futebol – Modelo Estratégico

Que modelo de Clube e de Futebol queremos? Queremos um Clube com raízes profundas na sociedade portuguesa, com uma história passada e futura em diversas modalidades, ou apenas e só um clube de futebol? E queremos no Futebol um modelo sem ligar à formação, sem criar referências, e ser um mero entreposto de jogadores, a que alguns chamam de Futebol Moderno? Ou um clube fortemente de vocação formadora? Ou ainda, será que é possível ter um misto disto tudo? São perguntas que hoje são feitas, depois da disrupção que foi a lei Bosman e a consequente entrada de magnatas que compram clubes que se tornam o hit do momento.

Pedro Ramos – Implementação de uma Academia

Ideias para a implementação de uma academia, não só para futebol, mas também para modalidades.

Ricardo Pereira – Prevenção e tratamento de lesões no futebol moderno

Hoje em dia há mais lesões e por diversos fatores, mas o que é fundamental é dispor de profissionais competentes que possam em primeiro lugar, avaliar o Atleta.

Jacob Frischknecht – Departamento Médico e Saúde no Desporto, uma reestruturação para o sucesso

A prevenção e tratamento das lesões como garantia de retorno em performance e sucesso desportivo nos ativos da SAD – os Atletas.

Nuno Sousa – O Mito

Diversos mitos percorrem a sociedade e o desporto, um desses mitos é que “com a formação não se ganham campeonatos”.

Cherba – Formar identidade

"O nosso projeto é a aposta na formação" é mais ou menos assim que todas as listas, em todas as eleições, dizem e escrevem, mas ainda não estão a descolar os cartazes eleitorais das paredes e já estão a fazer o contrário do prometido.

4º Painel – Sustentabilidade Financeira e Marca

"O Sporting tem um problema financeiro" é uma das frases mais ouvidas pelos Sócios e Adeptos, mas será que é assim? O problema do Sporting é financeiro ou será um problema económico? Será que de tão mal gerido o Sporting tornou-se um problema financeiro? Tem-se extraído todo o valor que o Sporting tem e da sua marca? Tem sido a sua marca protegida? Deve o Sporting estar sempre a falar de problemas financeiros com os consequentes danos que isso provoca na sua marca e nas suas fontes de receita? Quantas empresas andam a apregoar dificuldades e esperam que isso seja bom a saúde dessa empresa? Quantas empresas gostariam de ter tantos seguidores e fãs como os que o Sporting tem que são potenciais consumidores fiéis? O que fazer com esses seguidores e fãs?

Nuno Saraiva – Cuidar da Marca

Está na hora de cuidar da nossa marca, uniformizá-la, dar-lhe ferramentas modernas, ir ao encontro das pessoas e entrar a ganhar em campo logo por aí

Sara Dias – O Sporting connosco em todo o lado

Um clube gerido por homens e inevitavelmente para homens, mas a realidade é que as alterações na sociedade têm levado cada vez mais a que as mulheres estejam em todos os quadrantes e estas têm um peso muito relevante nas decisões económicas que se tomam numa família.

Álvaro Dias Antunes – O papel dos Núcleos para um Sporting mais forte

Implantação planetária de 273 Núcleos Oficiais, e ainda por quase uma centena de Núcleos "oficiosos" e algumas dezenas de Filiais e Delegações.

João Guilherme – Por um Clube/SAD sustentável e com futuro

Até que ponto irmos atrás de um desejo de ser campeão pode hipotecar o futuro do Clube?

Tiago Carvalho – One APP

Uma APP à semelhança do que muitos Clubes têm, que faça o Sócio e Adepto andar com o Sporting no seu bolso e na ponta dos seus dedos.